Os adesivos sensíveis à pressão garantem que a fita adesiva se fixe ao mais pequeno toque.
Porque é que os adesivos sensíveis à pressão funcionam em fitas?

Porque é que os adesivos sensíveis à pressão funcionam em fitas?

Os adesivos sensíveis à pressão garantem que a fita adesiva se fixe ao mais pequeno toque. A combinação de várias propriedades torna-a eficaz.



-

Existe uma boa razão para o adesivo sensível à pressão conferir a propriedade colante à fita adesiva. Na verdade, existem várias razões que transformam os adesivos sensíveis à pressão e, consequentemente, as fitas adesivas no parceiro ideal para muitas aplicações.

O que é um adesivo sensível à pressão?

IPM-ACXplus-dissipação-tensão-001_72dpi
Os adesivos sensíveis à pressão combinam viscosidade e elasticidade

Para começar, o adesivo sensível à pressão é um tipo de adesivo. Mais precisamente: o adesivo que é encontrado numa fita adesiva. Os adesivos sensíveis à pressão possuem uma formulação especial: Combinam viscosidade – o estado de serem espessos, peganhentos e com consistência semilíquida, como o mel, por exemplo – com elasticidade – como a borracha possui, por exemplo. Aderem bem a uma superfície (adesividade) e são igualmente sólidos e rígidos em si mesmos (coesão). De forma a conseguir isto, a substância adesiva deve consistir em matérias-primas específicas.

Por exemplo, pode ser adicionada borracha natural, uma vez que possui uma adesividade especialmente forte através da inclusão de resinas. A fita adesiva com uma base de borracha natural é aplicada, por exemplo, quando é necessário cobrir superfícies para trabalhos de pintura ou para fechar caixas. Se for suposto a fita adesiva colar durante um período de tempo particularmente longo, suportar raios UV e temperaturas extremas, então são normalmente usados os adesivos sensíveis à pressão feitos de acrilato. Podem ser ajustados ainda melhor aos requisitos específicos, porque o acrilato é composto por polímeros sintéticos que podem ser “adaptados”.

global.read_more

A produção de fita adesiva transparente (ou seja, tesafilm®)

Para manter a explicação simples, vamos continuar com o exemplo da borracha natural e observar a produção de uma fita de face única. Após a bola grande de matéria-prima de borracha natural ter sido reduzida em pequenos pedaços, é depois misturada com resina e outros materiais, dissolvida e homogeneizada. Os materiais adicionais são selecionados de acordo com os requisitos específicos para adesivos, de forma a alcançar uma resistência elevada ao envelhecimento, por exemplo. Uma tecnologia de base aquosa patenteada para a tesa torna este processo, na sua grande maioria, ecológico sem adicionar solventes.

Após a produção do adesivo, o adesivo e o suporte são combinados em instalações de produção especial. O processo funciona como se segue:

global.read_more
Abram alas para a tesafilm: 1) Tratamento por coroa: Melhora a capacidade de fixação do pré-revestimento em filme em estado natural, que é feito de polipropileno e mede 5000 m de comprimento e 1,33 m de largura.
2) Pré-revestimento: O pré-revestimento é aplicado no suporte do filme num rolo com cuba. Isto confere ao adesivo uma melhor capacidade de fixação mais tarde. Em seguida, um raspador remove o excesso de pré-revestimento.
3) Secagem: O suporte do filme passa por cinco zonas de temperatura. Neste processo, a água no pré-revestimento evapora. 4) Esta etapa regulariza o arqueamento para que o filme se mantenha liso sob tensão e não enrugue.
5) Controlo de margens do material: O material é realinhado com uma exatidão minuciosa – isto mantém-no em linha reta durante o resto do percurso sem deslizar para a esquerda ou para a direita.
6) Pós-revestimento: O adesivo é aplicado utilizando um rolo com cuba e um rolo de desvio que pode ser descido. Também nesta etapa, um raspador remove o adesivo em excesso posteriormente.
7) Secagem: O adesivo, que ainda está humedecido, passa através de doze zonas de secagem. A temperatura aumenta de forma gradual no início e, em seguida, baixa quando se aproxima do final. 8) Enrolar e pré-cortar: O tesafilm de 5000 metros é enrolado à volta de um núcleo para formar um rolo grande. Posteriormente, pode ser cortado em larguras de 12, 15 ou 19 mm e diversos comprimentos.
Em oito passos até ao produto final:
  1. Pré-tratamento: Se necessário, um pré-tratamento ou tratamento por coroa melhora a capacidade de fixação do pré-revestimento no novo material de suporte, que é feito de polipropileno e mede 5000 m de comprimento e 1,33 m de largura.
  2. Pré-revestimento: No processo de pré-revestimento, é aplicado um primário ao suporte. Isto confere ao adesivo uma melhor capacidade de fixação mais tarde. Em seguida, um raspador remove o excesso de pré-revestimento.
  3. Secagem: O pré-revestimento é seguido de um breve processo de secagem: O suporte passa por cinco zonas de temperatura. Neste processo, a água no pré-revestimento evapora.
  4. Estação de rolos: Esta etapa regulariza o arqueamento para que o filme se mantenha liso sob tensão e não enrugue.
  5. Controlo de margens do material: O material é realinhado com uma exatidão minuciosa – isto mantém-no em linha reta durante o resto do percurso sem deslizar para a esquerda ou para a direita.
  6. Pós-revestimento: O adesivo é aplicado utilizando um rolo com cuba e um rolo de desvio que pode ser descido. Também nesta etapa, um raspador remove o adesivo em excesso posteriormente.
  7. Secagem: O pós-revestimento é seguido de um processo de secagem final. O suporte coberto com adesivo, que ainda está humedecido, passa através de doze zonas de secagem. A temperatura aumenta de forma gradual no início e, em seguida, baixa quando se aproxima do final.
  8. Enrolamento: Por fim, a fita adesiva concluída é enrolada em rolos grandes e transformada. Isto significa que, numa etapa final, é cortada em diversos tamanhos (comprimento e largura), enrolada em núcleos de rolo adequadamente normalizados e embalada.
global.read_more

Porque é que a fita adesiva é fixante?

As fitas adesivas são sensíveis à pressão. Isto significa que é necessário haver “pressão” para garantir a fixação.
As fitas adesivas são sensíveis à pressão. Isto significa que é necessário haver “pressão” para garantir a fixação.

Por que razão exata é que é incluído adesivo sensível à pressão na fita adesiva? Existem duas principais razões para este facto. O que é um adesivo sensível à pressão acima de tudo?

  1. Aderente/colante permanentemente.
  2. É tão peganhento (chamamos a isto “aderência”) que é suficiente uma pressão baixa para fixar a fita adesiva a uma superfície.

Enquanto no caso de adesivos líquidos, cobrimos a superfície e temos de esperar até que a cola endureça, o adesivo sensível à pressão solidifica no momento em que o premimos com o nosso dedo mindinho. Os adesivos sensíveis à pressão fornecem tudo o que valorizaria num bom colega de trabalho: estão sempre prontos a trabalhar. E executam o trabalho de forma fiável e altamente eficaz.

global.read_more