O suporte adiciona propriedades específicas a uma fita
Levar a adesividade ao máximo. Um breve olhar sobre suportes

Levar a adesividade ao máximo. Um breve olhar sobre suportes

O suporte da fita transforma um adesivo numa fita adesiva. Por outras palavras: É o suporte que fixa o adesivo. Mas tem também uma função essencial.



-

O que é o material de suporte? O material de suporte da fita adesiva não fixa apenas o adesivo, mas contribui também para o funcionamento de uma fita adesiva. É um pouco como um xerpa: trabalha silenciosamente nos bastidores. Mas tal como os xerpas fazem chegar a sua equipa de cordas ao cume, com sucesso, a interação perfeita de adesivo e material de suporte (mais o primário e a camada separadora) determina se uma fita adesiva vai conseguir atingir o seu objetivo.

Material de suporte e fita adesiva

IPM-ACXplus-black-color-001_72dpi-1
A tesa® ACXplus blackline com suporte de espuma vista por um microscópio eletrónico

A primeira função do material de suporte é fixar o adesivo e o primário. É essencialmente fino, flexível e suave, simultaneamente. Isso torna-o ideal para praticamente todas as aplicações em todos os locais de utilização e todo o tipo de projeto. O próprio material pode variar consideravelmente – e é aqui que começa a desempenhar um papel essencial, dependendo de onde, durante quanto tempo e para que finalidade deve ser usada uma fita adesiva. Os suportes atuais são concebidos para suportar determinadas forças ou para se separarem sob uma força exata definida, para serem oticamente nítidos ou refletores, para serem permeáveis ou para funcionar como uma barreira (por exemplo, contra a humidade ou o oxigénio), para serem muito finos (1,5 μm = 0,059 mils) ou para serem muito espessos (>3 mm ou 118 mils). Os suportes atuais funcionam como isoladores de frinchas ou amortecedores de ruído; e permitem que a fita seja sujeita ao processo de maquinagem ou cortada com cortante. Dada a multiplicidade de tipos de suporte disponíveis, faz sentido discutir as características e benefícios dos diferentes tipos.

Os diferentes materiais de suporte que usamos

Material

Fitas de filme (PP, PET, PVC)

Fitas de não-tecido

Fitas de espuma (PE)

Fitas em tecido

Fitas diferenciais

Fitas de transferência

Características

Estabilidade dimensional, quimicamente estáveis, resistentes ao calor (PET), transparentes ou brancas

Adaptáveis, resistentes ao calor, fáceis de rasgar à mão, translúcidas

Amortecem ruídos e vibrações, adaptam-se a substratos rugosos, compensam diferentes fatores de expansão (por exemplo, vidro em metal), brancas ou pretas

Adaptáveis, resistentes a rasgões, fáceis de rasgar à mão, para pesos de revestimento elevados

Peso de revestimento do adesivo diferencial em ambos os lados do suporte. Adesividade de remoção fortemente diferente

Sem suporte, apenas adesivo no liner, muito adaptáveis, muito finas

À prova de rasgões: A película

A tesafilm® fácil de rasgar à mão é composta por um suporte de película em PP e equipada com margens especiais fáceis de rasgar à mão.
A tesafilm® fácil de rasgar à mão é composta por um suporte de película em PP e equipada com margens especiais fáceis de rasgar à mão.

As películas tornam possíveis fitas adesivas especialmente finas e à prova de rasgões. Mas há ainda diferenças maiores quando as películas são usadas como material de suporte para fitas adesivas. Depende da sua composição: Poli(cloreto de vinilo) (PVC), polietileno (PE), polipropileno (PP), poli(tereftalato de etileno) (PET) ou outro material.

O PVC, por exemplo, pode ser maleável e é indicado principalmente para aplicações de isolamento e de máscara, por exemplo, trabalhos de reboco. O PVC muito suave é indicado para isolamento de revestimentos de cabos. Pelo contrário, o PVC rígido é essencialmente estável em termos de forma e é usado como adesivo para embalagem ou para embalagem interior. Todas as películas em PVC partilham o facto de serem duradouras e não inflamarem facilmente. Podem sem impressas e estampadas.

As películas em PE ou PP são usadas como suporte para outras fitas adesivas de escritório tesafilm®. São também procuradas para a proteção de superfícies ou para agrupamento de materiais (cintagem).

As películas em PET envolvem muitas propriedades diferentes. Formam principalmente o suporte entre dois primários nas fitas biadesivas. Uma vez que são termocondutoras, são indicadas para a gestão de calor em aparelhos eletrónicos. A sua estabilidade aos raios UV torna-as atrativas para aplicações exteriores.

Além dos usos mencionados, são usados nos suportes de películas o poliuretano, o poli-imida e o acetato de celofane/celulose, em particular porque são muito elásticos, resistentes às condições climatéricas e imunes a temperaturas muito elevadas.

global.read_more

Forte: Tecido e velo

tesa_04651_ap_007_fullsize
tesa_04651_ap_007_fullsize

Os tecidos e velos como algodão, viscose ou PET oferecem vantagens mecânicas que os tornam excecionalmente exequíveis na sua área específica de aplicação. A cobertura de fissuras, o agrupamento de cabos, o isolamento ou as emendas podem ser executados idealmente com tecido e velo como material de suporte.

O algodão e a viscose possuem uma força de tensão elevada, mas em comparação com o PET são fáceis de rasgar à mão. Exemplos clássicos são as fitas adesivas com tecido como a fita americana (“duct tape”) ou a fita Gaffer. O algodão é um produto natural puro e logo sustentável; a viscose é mais homogénea e pode ser reproduzida mais facilmente. O velo é especialmente flexível e oferece a vantagem de atenuar excecionalmente ruído e vibrações.

global.read_more

Resistente: Espuma

As impressoras podem selecionar vários tipos de fitas tesa Softprint® para alcançar imagens de impressão perfeitas.

A espuma como material de suporte comporta-se como seria de esperar: é maleável, volumosa e adapta-se muito bem a superfícies irregulares. Também suaviza movimentos e material estirado de forma eficaz. Absorve as cargas de forma eficaz. As espumas são usadas como materiais de suporte em janelas em PVC, frigoríficos, mobília e moldes decorativos – em parte porque fornecem um suporte ideal para fixações muito fortes.

Uma área específica da espuma é a indústria de impressão. A dureza da espuma na fita adesiva controla a pressão de contacto da chapa de impressão e os pontos da grelha do papel para a impressora. A fita adesiva de espuma também evita riscas na impressão porque absorve as vibrações durante altas velocidades de impressão.

global.read_more

Paciente: Papel

tesa Professional Masking Category/Mood
As fitas de máscara compostas por suportes de papel extremamente fino facilitam a pintura de linhas extremamente precisas

Produzido a partir de pasta de papel, cânhamo e fibras sintéticas, possui diferentes qualidades do papel presentes nas fitas adesivas:

Os papéis suaves são procurados quando a fita adesiva se destina a embalagem ou modelos para tratamento a jato de areia. O papel crepado com diferentes graus de extensibilidade é usado para fitas de máscara e de pintura. Um maior grau de “crepe” no papel permite uma aplicação mais fácil da fita em curvas e contornos. O papel japonês especialmente fino evita que a tinta escorra por baixo da fita de máscara.

As propriedades especiais do papel como material de suporte comprovam-se na facilidade com que este pode ser rasgado à mão, na sua flexibilidade e na possibilidade de o esticar até 50 por cento. É igualmente resistente e absorvente até 180 °C. Existem suportes de papel mais complexos usados na indústria de papel para emendas ou alinhamento de abas rolos de papel de grandes dimensões. Nesta aplicação, o papel tem de ser repulpável (dissolúvel sem deixar quaisquer resíduos no papel acabado de produzir).

global.read_more

Elástico: O núcleo em acrílico

tesa® ACXplus para vedação de água
As fitas adesivas com núcleo em acrílico são a solução perfeita para aplicações exigentes. Combinam ainda fixação e isolamento numa só fita.

Para aplicações a temperaturas elevadas (acima dos 200º C) ou para aplicações que exigem um desempenho superior ao de uma fita adesiva de espuma, os suportes com núcleo em acrílico são a solução ideal. Uma vez que consistem num polímero de acrilato, possuem propriedades viscoelásticas extraordinárias. Isso significa que são capazes de equilibrar a tensão de materiais, distribuir forças e dissipar a tensão. Além disso, podem compensar a expansão relacionada com a temperatura – até ao triplo da sua espessura, dependendo da estrutura do suporte. Combinados com um elevado poder de fixação, as fitas com núcleo em acrílico são a solução ideal para a fixação com cola de superfícies distintas desde vidro em metal ou metal em plástico.

Adicionalmente, os suportes em acrílico são muito resistentes a diversos elementos ambientais, como a luz solar, o ozono, a temperatura e a água. Estas características tornam as fitas com núcleo em acrílico a escolha ideal para aplicações duradouras e de elevado desempenho para exteriores. Exemplos de aplicações incluem fixação de frisos laterais a carroçarias (indústria automóvel); fixação de estruturas de ecrãs planos (eletrónica); fixação de painéis de vidro a estruturas metálicas; ou união de painéis fotovoltaicos a carris de suporte (painéis solares). Estas e outras aplicações adequadas exigem um elevado poder de fixação, desempenho duradouro (até 25 anos) para exteriores e compensação de diferenças térmicas.

global.read_more

Eletrizante: Metal

Os materiais de suporte metálicos são também resistentes ao envelhecimento. As suas qualidades principais revelam-se quando o assunto envolve eletricidade. Os suportes metálicos consistem em alumínio e cobre, por exemplo. São condutores e podem suportar temperaturas até 140 °C. São usados em equipamento elétrico como barreiras térmicas.

Estrutura de fita de face única e de fita biadesiva

Estrutura de fita adesiva de face única (esquerda) e de fita biadesiva (direita): 1) Revestimento amovível, 2) Suporte, 3) Primário, 4) Adesivo, 5) Liner amovível (revestido a silicone), 6) Adesivo (lado fechado), 7) Primário, 8) Suporte, 9) Primário, 10) Adesivo (lado aberto)
Estrutura de fita adesiva de face única (esquerda) e de fita biadesiva (direita): 1) Revestimento amovível, 2) Suporte, 3) Primário, 4) Adesivo, 5) Liner amovível (revestido a silicone), 6) Adesivo (lado fechado), 7) Primário, 8) Suporte, 9) Primário, 10) Adesivo (lado aberto)


Informação relacionada