Fitas profissionais tesa® para superfícies de madeira
Vidro, madeira e plástico

Vidro, madeira e plástico

O que considerar na aplicação de fita adesiva em vidro, madeira e plástico.



Seja cuidadoso

Deve ter especial cuidado na aplicação de fita adesiva em superfícies de madeira não tratadas ou revestidas. Nestes casos, o estado da camada base é fundamental para decidir que fita adesiva e método de aplicação usar.
O que ter em consideração na aplicação de fita adesiva em vidro, madeira e plástico:

Vidro

Fita de mascaramento profissional tesa® para vidro
Fita de mascaramento profissional tesa® para vidro

Se a fita adesiva ficar exposta a luz solar direta, por exemplo, se aplicada na superfície interior de um vidro, deve usar fita com adesivo acrílico resistente aos raios UV.

Madeira

Fita de máscara profissional tesa® para madeira
Fita de máscara profissional tesa® para madeira

Em madeira com ou sem acabamento, deve usar fitas adesivas com a menor adesividade possível. As fitas adesivas devem ser removidas puxando de forma lenta e na diagonal para evitar a deterioração da fibra da madeira ou do acabamento. Em caso de tensão, pode ser boa ideia usar uma fita adicional, por exemplo, aplicando fita de PVC sobre a fita de menor adesividade (máscara dupla).

Plástico

Fita de máscara profissional tesa® para plástico
Fita de máscara profissional tesa® para plástico

No caso do plástico, deve distinguir entre superfícies novas, antigas ou desgastadas. 
A experiência tem demonstrado que os plásticos desgastados têm superfícies adversas para os adesivos devido às substâncias químicas expelidas à medida que os plásticos se decompõem.
No que se refere a superfícies plásticas, os agentes amaciadores contidos na fita adesiva fixam-se ocasionalmente ao plástico causando descoloração.
Recomendamos, portanto, que o uso de fita adesiva em plásticos seja limitado apenas a curtos espaços de tempo. Ainda assim, há alguns riscos. Os utilizadores devem ter em atenção a informação sobre superfícies plásticas incluída nas fichas de dados técnicos publicadas pelos fabricantes das fitas adesivas.
Depois de remover a fita, poderão ocorrer alterações superficiais nos plásticos desgastados. A camada degradada poderá sair quando a fita for removida. Neste caso, a cor da superfície pode ter sofrido alterações. 
Pode conseguir uma aparência mais uniforme em relação às restantes áreas limpando posteriormente a superfície com agentes de limpeza adequados. Assim, deve incluir a limpeza das superfícies plásticas no pedido de proposta (RFP) e na proposta. Assim, os empreiteiros poderão determinar em conjunto com os responsáveis se a limpeza é necessária com base no objetivo final.